Quem não tem elevador…

Ah, o elevador… Essa obra-prima da vida moderna! Facilita nossa vida de tal maneira que, muitas vezes, nem percebemos sua importância em nossa rotina.

Além de tudo, sempre podemos desfrutar do repertório do Kenny G. e ouvir barulhos de correntes.

Mas… e quando ele falta? Quero dizer: como qualquer “máquina”, deteriora, e precisa de manutenção periódica. E contra isso, não há o que ser feito.

Nem no fantástico mundo da 7a arte isto tem solução:

Mas quando a manutenção é “eterna” e só há um elevador no ambiente?

Juro que essa imagem é do Google

Quando a paciência chega no limite, é claro que penso que é feito de propósito.

“Vamos deixar em ‘manutenção’ por mais uma semana!”

GRRR!!

Alguns dias atrás, uma leitora mandou essa imagem para o blog:

1384852_496973667065381_422313361_n

Esse elevador fica em uma agência bancária com nome de recipiente em Joinville. Ao perceber que uma pessoa idosa estava com muita dificuldade para descer as escadas, vislumbrou o elevador “interditado”. Não sabemos se esta situação é momentânea ou está assim há vários meses.

A situação é corriqueira, e é uma pena, pois não se mensura a autonomia que um elevador pode trazer à vida de alguém com alguma restrição física. Sem um elevador, uma escada vira uma prova de rapel, cuja escalada, muitas vezes, sem ajuda de outrem, é impossível.

Elevador não é luxo! É uma necessidade.

Se você estiver frente a uma situação desta, não hesite: ofereça ajuda (sem grandes aparatos, please!) e, se possível, verifique o porquê da manutenção no único acesso ao piso superior. Em alguns estabelecimentos, pelo que sei, a Ouvidoria é o canal adequado a estas situações. Não deixe de despertar a Vera Verão que existe em você. 😉

E quando não tem jeito, mesmo? Aí o negócio é usar a criatividade e improvisar! Nada como o jeitinho brasileiro!

Lá na firrrrma, quando o elevador mais próximo da porta entra em manutenção, eu, with a little help from my friends, realizo o sonho de qualquer baixinho da Xuxa que cresceu frustrado: dou um digno rolé pelos corredores, até o próximo elevador, a bordo de uma cadeira office. É tão…tão #OLadoBomDaVida…!

Esse brinquedo não faz looping

Sobe? Desce? Pra frente!

Anúncios